O Débito Técnico das Empresas Projetizadas

O Débito Técnico das Empresas Projetizadas

24/04/2016

Durante o desenvolvimento de qualquer projeto, atalhos são tomados. O motivo? Vamos fazê-lo para entregar mais rápido. Só dessa vez.

O débito técnico se acumula e, pouco a pouco, o código do produto é corrompido. Ninguém vai se importar com isso por muito tempo, mas, eventualmente alguém terá que se lidar com isso e, provavelmente, será você.

Isso é algo que ocorre em todo projeto e a concorrência faz a mesma coisa para lançar novos recursos mais rápido.

Sabendo disso, como pagar os débitos? O primeiro passo é: Torne os problemas visíveis. Como?

Monitore, monitore e monitore

Compartilhe a informação dos problemas enfrentados por sua aplicação, performance, hardware, bugs e erros com a empresa. Se possível, com o cliente.

Os mais conservadores dirão: “Minha nossa! Mas assim os stakeholders vão ver que temos problemas!”. Exato! O investimento em projetos com foco em entrega da melhoria dos ambientes e evolução de código sem criar funcionalidades precisam de um motivador e apoio dos que aprovam os esforços dos times.

Lógico que não deve existir dúvidas que foi feito o melhor para entregar os resulados mais rapidamente durante os projetos mas que o investimento em qualidade é essencial para a continuidade do negócio.

A monitoração vai proporcionar um conjunto de dados que vai sensibilizar a todos sobre quais pontos são mais críticos. Contra dados não há argumentos.

Aprove o projeto com foco em resolver o que dói mais para a empresa e para os clientes. As informações obtidas da supervisão constante das informações de comportamento das aplicações permitem escolher o escopo do projeto com foco na entrega de maior valor para seu cliente.

Trabalhe os valores da equipe

O código dos produtos é um bem valioso para a empresa. Mas são as pessoas que os constroem e modificam. Elas são seu bem mais precioso e seus valores vão ditar a qualidade com que os produtos serão tratados. A qualidade se origina dos valores.

Você precisa se importar

Não faz sentido querer que as pessoas se importem com a qualidade do código se você não se importar. O exemplo é o maior motivador.

O foco em resultado muitas vezes ofusca o valor da qualidade do código.

Seu time precisa se importar

As pessoas que trabalham com o código dos produtos tem que enxergar o valor agregado que estão entregando. Cada novo produto, modificação ou funcionalidade vai gerar impacto na vida de diversas pessoas.

Mesmo que eles tenham a dificuldade de enxergar valor na entrega, a qualidade do código vai impactar diretamente seus companheiros de equipe, os futuros funcionários e toda a cadeia de trabalho de software.

Disciplina é a essência

Uma vez que você (ou alguém do seu time) comece procrastinar sobre a qualidade, será muito difícil parar de deixar as coisas de lado. É um cuidado constante de todos.

Ritmo constante

Lembre-se do ditado: o ótimo é inimigo do bom. Progredir na qualidade é mais importante do que atingir a perfeição.

Pequenas vitórias são importantes

Quando o time começar a produzir partes de código realmente bons, isso vai induzir a melhorar as outras partes também. Uma conquista leva até outra e, consequentemente, gera tração.

Mostre resultado

Utilize os dados de monitoração com antes e depois de cada evento importante para o produto, como o lançamento de novas funcionalidades, uma ação de marketing ou a implantação de suas melhorias de qualidade.

Compartilhe com todos as vitórias e tente fomentar ações de refactoring durante o desenvolvimento do software. Os projetos específicos de qualidade não vão desaparecer, mas vão diminuir com o tempo.